História

Nossa história começa no singular.

Em 1986, com uma só pessoa, corajosa, perseverante, sem recursos financeiros, que havia ficado
sem emprego por uma deficiência visual.
 
Após sete meses, nasce o primeiro filho (Paulo Celso) e após três anos, minha esposa (Dulce)
pede demissão de seu emprego para ajudar na empresa e nasce também a segunda filha (Milene)
e meio há tantas mudanças econômicas em que nosso país atravessou, hoje, em família: pai, mãe,
dois filhos e uma nora (Ana Paula), e variando de quatro a seis funcionárias, totalizando assim de
9 a 11 pessoas, trabalhamos nessa mesma empresa. (1986-2015).